• Higor Salles | Canal 8

Campinas tem 213 mortes e 5.751 casos de covid-19


Foto: Reprodução

Campinas teve mais quatro mortes e chegou a 213 óbitos por covid-19. As vítimas tinham outras comorbidades e estavam em hospitais públicos. Os registros fatais são de mulheres de 63, 67 e 78 anos e de um homem de 72 anos e aconteceram no município entre os dias 16 e 20 de junho. As mortes suspeitas são 30, três a mais. As infecções pelo vírus subiram 350 em relação a sábado e chegaram a 5.751 confirmações até o momento.

O secretário municipal de Saúde, Cármino de Souza, detalhou que aproximadamente 2/3 dos óbitos e dos casos são de pessoas brancas. Esta é a primeira vez que o detalhamento racial dos moradores que contraíram e faleceram pela doença é divulgado oficialmente pela Prefeitura.

“Nosso boletim semanal traz a questão racial: cerca de dois terços dos óbitos e dos casos são da raça branca. Temos grande volume de informações”, diz.

Os casos que esperam exames são 512, 18 a menos. Os recuperados subiram para 4.236, 364 a mais. Os internados são 291, um acréscimo de 22. Em isolamento domiciliar, 1.011 pessoas, 40 a menos. Ao todo, a cidade teve 9.321 suspeitas de coronavírus descartadas, com mais 176 resultados. Todos os dados foram atualizados durante a transmissão do programa Café com o Prefeito, na qual Jonas Donizette anunciou mais leitos.

Serão 54 vagas abertas na Rede Mário Gatti, segundo o chefe do executivo. Destas, 10 de UTI, no Hospital Ouro Verde em salas de cirurgias. As novas unidades serão implantadas onde antes eram feitos os procedimentos eletivos, que estão suspensos na rede pública municipal.

“No lugar das cirurgias teremos UTIs. No Ouro Verde, na fisioterapia, serão 14 de retaguarda. Na UPA Carlos Lourenço, 30 de retaguarda”, afirma.


Fonte: CBN Campinas

5 visualizações0 comentário