Crescem pedidos para verticalização no Nova Campinas


Apesar da queda nos investimentos por causa da pandemia, houve um crescimento das solicitações do setor imobiliário em Campinas, com tendência para os empreendimentos verticais. O que comprova os dados de uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias, de que Campinas possui uma tendência no crescimento da verticalização de imóveis.

A cidade registrou um aumento de 24,4% na busca por esta modalidade durante a pandemia, um número superior a de outras cidades do interior paulista.  De acordo com o Secretário Municipal de Urbanismo, Carlos Augusto Santoro, o novo Plano Diretor de Campinas está favorecendo a verticalização, já que antes, a Legislação de 1988 previa apenas residências unifamiliares em bairros como a Nova Campinas, por exemplo.

Entre os exemplos de construtoras que estão se beneficiando com essa nova Lei de Zoneamento, uma construtora paranaense está lançando um grande empreendimento no bairro Nova Campinas, com investimento de R$ 50 milhões e geração de 200 empregos. Carlos Augusto Santoro afirma existirem outros pedidos em análise na secretaria, previstos para o bairro.

Mas, nem todos que moram no bairro aprovam a ideia. Para o morador, Wilson Carlos, a verticalização vai descaracterizar o bairro. Já, Cláudia de Paula, que mora na Avenida Dr. Jesuíno Marcondes Machado, aprova a verticalização. As solicitações têm aumentado também para empreendimentos comerciais.


Fonte: CBN Campinas

10 visualizações0 comentário