• Higor Salles | Canal 8

Eleição 2020 já toma conta da agenda dos vereadores

De olho na reeleição em 2020, os 33 vereadores de Campinas já começaram a esvaziar as reuniões das comissões da Casa



Sessão da Câmara de Campinas. Foto: Divulgação/Câmara de Campinas

De olho na reeleição, os 33 vereadores de Campinas já começaram a esvaziar as reuniões das comissões da Casa. Uma reclamação do vereador Antonio Flôres (PSB) deu o tom de como anda o trabalho no Legislativo. Ele fez duas tentativas de liberar 42 projetos que estão na Comissão de Honraria, mas não conseguiu quórum em nenhuma.

Na tribuna, na semana passada, Flores disse que está com dificuldades em tocar o trabalho no Legislativo. "Eu tive que cancelar duas reuniões por falta de quórum. Os vereadores são todos meus amigos, mas na correria de eleição, acabam achando outra coisa para fazer", afirmou.

O presidente da Casa, Marcos Bernardelli (PSDB), se solidarizou com o colega e disse que poderia até chamar uma sessão extraordinária para suprir a falta de quórum. Além de Flôres, compõem a comissão os vereadores Rubens Gás (PSC), Filipe Marchesi (PL), Paulo Haddad e Jorge da Farmácia (PSDB) . 

Na tribuna, os parlamentares aproveitam para estampar suas bandeiras, falar de seus redutos eleitorais, de melhorias e de ações que beneficiam seus eleitores. Parlamentares de oposição ampliaram críticas e cobranças ao atual governo.

PRODUÇÃO

O clima pré-eleitoral também pode ser sentido na produção dos parlamentares. Entre agosto e setembro do ano passado, eles produziram mais leis e menos indicações. Agora, o volume de pedidos de pequenas obras aumentou, enquanto o de projetos de lei diminuiu.  

Neste período, em 2018, os vereadores apresentaram 1003 indicações. Na volta do recesso de julho até a última quinta-feira, já são 1475. São esses pequenos serviços realizados nos bairros de Campinas que ajudam a reelegê-los.

Os pedidos da população vão desde a construção de lombadas, tapa-buracos até iluminação. 

Já a produção de projetos de lei caiu. Foram 72 no período em 2018. Este ano, neste mesmo intervalo, o Legislativo produziu 66 propostas. 

Se a agenda institucional anda esvaziada, nas redes sociais, os vereadores também ampliaram a comunicação e a prestação de contas dos seus mandatos na tentativa de atrair novos seguidores e, com isso, fidelizar o eleitor até outubro do ano que vem. 

REELEIÇÃO  

Dos 33 parlamentares que compõem a Câmara de Campinas, 23 foram reeleitos em 2016. A cidade elegeu apenas 10 novos nomes. A Casa conta com legisladores que há anos se perpetuam no poder, como Jorge Schneider (PTB), que garante a sua cadeira há 16 anos, assim como José Carlos Silva (PSB), Aurélio Cláudio (PMB) e Campos Filho (DEM). Mesmo diante de graves crises políticas que afetaram a política da cidade, esses parlamentares, que usualmente integram as bases do Executivo conseguem manter e fidelizar seu eleitorado.


Fonte: Acidade ON


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo