Em meio ao repique da pandemia, ônibus seguem lotados


A Emdec tem informado que toda a operação do sistema de transporte público coletivo municipal passa por constantes ajustes para evitar a aglomeração, que é a principal responsável pela transmissão do coronavírus. No entanto, não é essa a percepção dos passageiros que utilizam os coletivos de Campinas e que estão ainda mais preocupados com as notícias da volta no crescimento de casos.

Por volta de 7h30 desta sexta-feira, a linha 430 já estava saindo com passageiros em pé e muito próximos uns dos outros. Preocupada com o contágio, Lidiane Batista até desistiu de embarcar. Ela relata aglomeração constante também nas linhas 224, 229, 228 e a 23. Mesmo nas linhas que atendem uma região considerada nobre de Campinas, os passageiros enfrentam essa situação.

Adriana Gomes utiliza a linha 380, que atende a Norte Sul, muito utilizada por comerciantes do Cambuí, que fazem parte de uma categoria que está entre as mais prejudicadas pela quarentena. Para Adriana, é uma contradição restringir o funcionamento do Comércio, enquanto os ônibus saem lotados do terminal todos os dias. Aparecida Janaína também não entende a lógica de fechar o Comércio, enquanto passageiros se aglomeram nos coletivos.

A Emdec reitera que os ajustes necessários na frota em operação são praticados diariamente, até que ocorra uma situação adequada de transporte nesta situação de enfrentamento da pandemia e destaca a importância do uso de máscara de proteção e os cuidados com a higienização das mãos. Informa ainda que o setor de transporte público é um dos mais impactados pela pandemia, por causa da redução no número de passageiros, ocasionando queda no faturamento das empresas e que, mesmo assim, em nenhuma ocasião ocorreu a interrupção da prestação do serviço.


Fonte: CBN Campinas

1 visualização0 comentário