• Higor Salles | Canal 8

Número de mortes por câncer de mama cresce em Campinas


Imagem meramente ilustrativa (Arquivo Canal 8)

A taxa de mortalidade por câncer de mama em Campinas cresceu nos últimos oito anos, saindo de 15,78 óbitos a cada 100 mil habitantes em 2010 para 16,08 em 2018. O número foi divulgado no Boletim do Registro de Câncer de Base Populacional de Campinas, da Secretaria de Saúde do município. Os dados, registrados desde 2001, mostram que a menor taxa de mortalidade por câncer de mama no município foi entre 2010 e 2012, com 15,78 óbitos para cada 100 mil habitantes.

Já a maior foi no período anterior, de 2007 a 2009, com 22,54 mortes na faixa populacional descrita. As variações nos índices registrados pelo boletim aponta a tendência ao decréscimo da mortalidade. De acordo com a análise, a mortalidade por câncer de mama em Campinas é a maior causa entre as mortes por tumores. Em 2018 o câncer de mama correspondeu a 19% dos óbitos por câncer registrados na cidade. De acordo com o médico oncologista do hospital da PUC Campinas, Júlio Narciso Gomes, é preciso entender porque o índice de mortalidade pela doença aumentou na cidade, enquanto os indicadores apontam queda em todo o mundo.

No Brasil, o câncer de mama também é o principal entre as mulheres e é responsável por cerca de 59.700 casos novos e 16.724 mortes por ano. As maiores taxas de incidência estão nas regiões Sul e Sudeste, sendo São Paulo um dos estados com o maior número de casos, fato justificado por uma população mais envelhecida e com maior exposição aos fatores de risco.


Fonte: CBN Campinas

4 visualizações

Canal 8 Campinas Copyright © Todos os direitos reservados.