• Higor Salles | Canal 8

Novo trecho do BRT é liberado na Avenida das Amoreiras


Quarto trecho do BRT é liberado. Foto: Denny Cesare/Código 19

A Prefeitura de Campinas liberou hoje (5) o quarto trecho do corredor Ouro Verde do BRT (Bus Rapid Transit, transporte rápido por ônibus). A liberação foi na Avenida das Amoreiras em um trecho que tem uma extensão de quase dois quilômetros, entre o viaduto da Rodovia Anhanguera até o futuro terminal do BRT Campos Elíseos, após a Vila Rica.  

Agora, os veículos têm duas faixas de rolamento de cada lado, neste trecho da avenida, além do corredor com pavimento do BRT de concreto rígido, onde os ônibus do transporte público de passageiros vão circular também.

Esta é a quarta liberação de trechos do BRT. A primeira aconteceu em maio e foi no corredor perimetral, com extensão de um quilômetro. Em junho, foi entregue um primeiro trecho no corredor Ouro Verde, com quase dois quilômetros de extensão. Já, no começo de agosto, foram entregues quase cinco quilômetros do BRT Campo Grande. A Prefeitura adiantou que um novo trecho será liberado até o próximo mês.

A liberação contou com a presença do prefeito Jonas Donizette (PSB) que afirmou que a liberação por trechos foi acertada com a Caixa Econômica Federal. "A Caixa tem como hábito apenas liberar a inauguração de uma obra após a sua conclusão. Porém, levei na sede em Brasília, a necessidade de Campinas e expliquei que a liberação por partes era a melhor forma para atender a demanda das pessoas que vivem no entorno dessa obra e utilizam esse trecho diariamente", explicou Jonas.

O trecho era um dos que recebia mais críticas no início das obras devido ao grande adensamento populacional em seu entorno. Nos primeiros dias era comum ver passageiros de ônibus descendo do coletivo para seguirem a pé devido a demora na fluidez do local.

"Aqui é um local adensado com grande circulação de veículos e tivemos que isolar um trecho e reduzimos em 50% a fluidez do trânsito no local. Era esperado que problemas do tipo ocorressem. Mas também criamos planos de desvio, mas é sempre um tremendo de um transtorno", explicou o secretário de Transportes e presidente da Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas), Carlos José Barreiro.

A liberação deste novo trecho vai beneficiar quase 80 mil passageiros de 28 linhas de ônibus do transporte coletivo.  

ENTREGAS Com a entrega de hoje, são 10 quilômetros de obra pronta de um total de 36 quilômetros de corredores. Isso é um terço de toda a obra que deve ser finalizada em julho de 2020.  

Em cada trecho liberado, as faixas exclusivas do BRT podem ser utilizadas pelos ônibus do transporte público municipal.

O BRT é a maior obra de mobilidade urbana em execução no país, segundo a Prefeitura. Estão sendo investidos R$ 451 milhões. Estão sendo construídos 36 quilômetros de corredores ligando a região central aos distritos do Ouro Verde e do Campo Grande. A obra terá 38 estações, cinco terminais e 16 pontes e viadutos, incluindo a primeira ponte estaiada de Campinas perto do Terminal Rodoviário.  

A obra vai melhorar as avenidas John Boyd Dunlop e Amoreiras, uma reivindicação antiga da população. Pelos corredores vão circular ônibus biarticulados com ar condicionado. O BRT terá um sistema operacional inteligente e os ônibus não vão pegar sinal de trânsito fechado.  

Segundo levantamento da Prefeitura, com o BRT pronto, os passageiros vão ganhar 40 minutos por dia somando ida e volta. 450 mil pessoas serão beneficiadas diretamente.


Fonte: Acidade ON

1 visualização

Canal 8 Campinas Copyright © Todos os direitos reservados.