• Higor Salles | Canal 8

OMS quer limitar bebida alcoólica durante pandemia


Imagem retirada da internet

Devido à pandemia da covid-19, a Organização Mundial da Saúde recomendou que os governos limitassem o acesso a bebidas alcoólicas pela população. A razão é que a ingestão exagerada durante isolamento social pode afetar a imunidade, piorar as condições de saúde, causar mudanças comportamentais e até mesmo favorecer a dependência. O grande problema é que o aumento no consumo tem sido registrado em todo mundo.

De acordo com a médica nutróloga Marcella Garcez, no Brasil a estimativa dos supermercados é de um aumento de até 50% no volume de venda de bebidas. Ela explica que não há uma quantidade segura para o volume consumido, porém estudos apontam que uma quantidade maior que uma lata de cerveja, uma taça de vinho ou uma dose de bebida destilada por dia já pode ser considerado exagero. O álcool  age diretamente no figado e o excesso vai provocar o seu comprometimento.

Outro grande problema é a possibilidade do desencadeamento do alcoolismo. Além dos problemas com a saúde, o consumo exagerado de bebida alcoólica durante o isolamento tem causado outro fenômeno: o aumento na violência doméstica. De acordo com a médica Marcella Garcez, o controle do consumo deve ser feito pela própria pessoa, já que se ela percebe que está tendo desejo em consumir além do que consumia antes do período da pandemia, é hora de parar e mudar os hábitos. Se a pessoa não conseguir o controle a recomendação é procurar orientação médica ou psicológica.


Fonte: CBN Campinas

4 visualizações

Canal 8 Campinas Copyright © Todos os direitos reservados.