• Higor Salles | Canal 8

Polícia encontra galpão com 3,7 mil pés de maconha

Policiais do Deinter encontraram plantação após investigarem por dois meses venda de droga na cidade e na região de Sorocaba



Estufa com maconha encontrada pela Polícia Civil de Campinas (Foto: Deinter/Polícia Civil)

A Polícia Civil de Campinas encontrou na tarde desta quinta-feira (22) 3.775 pés de skunk, um tipo de maconha mais concentrada. A droga foi encontrada na cidade de Salto, mas era distribuída na região de Campinas e Sorocaba. Ela começou, inclusive, a ser vendida em Indaiatuba (leia mais abaixo). Três pessoas foram presas em flagrante.

Os policiais civis do Deinter-2 (Departamento de Polícia Judiciária São Paulo Interior) encontraram o galpão climatizado e com iluminação adequada para o cultivo da planta após uma investigação que durou dois meses. A descoberta começou após rastreamento dos pontos de venda de skunk na cidade.

De acordo com a Polícia, o barracão ficava em uma casa com muro alto, na Rua Mongólia, no Jardim das Nações. Além disso, o galpão servia como uma espécie de fábrica usada pelo tráfico. Eles usavam ainda energia clandestina, uma vez que o consumo era alto 24 horas por dia.

"A quadrilha fazia o cultivo e tinha um sistema sofisticado de iluminação, refrigeração, inclusive com filtro de carvão para que o cheiro lá de dentro não atingisse a parte exterior do galpão. Esse tipo de plantio e produção nunca vimos aqui em Campinas", explicou o delegado responsável pelo Dienter 2, José Henrique Ventura.

Ele conta que o galpão era dividido em três espaços, um de plantio, outro de cultivo e o terceiro já era o setor de comercialização. "Eles tinham todo o procedimento técnico e os insumos importados. Não era uma coisa de fundo de quintal, era uma coisa realmente profissional, o retorno devia ser muito grande", disse o delegado.

Ele afirmou que a investigação ainda continua para encontrar a chefia da quadrilha.  


Fonte: Acidade ON

1 visualização

Canal 8 Campinas Copyright © Todos os direitos reservados.