• joaoferreira05

Prefeitura fiscaliza abrigos após proibir visitas

Após a morte de um idoso de 86 anos, vítima da covid-19, as atenções se voltaram ainda mais para pessoas acima de 60 anos. O paciente, que veio a óbito na madrugada da última segunda-feira, morava em uma casa de repouso para idosos, mas estava estava em isolamento na residência de familiares quando apresentou sintomas. Um decreto da Prefeitura de Campinas determina do distanciamento de pessoas internadas em instituições de longa permanência. A fiscalização está sendo feita pelo Devisa, Secretaria de Planejamento e Urbanismo e pela Guarda Municipal.

São aceitas denúncias e visitas de orientação estão sendo realizadas nestas instituições de longa permanência. De acordo com a  Coordenadora da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Campinas, Janete Navarro, trata-se de uma medida protetiva diante da vulnerabilidade das pessoas deste grupo social. As infrações podem acarretar em multas que variam de R$ 270,61 a R$ 276,1 mil.

Janete explica haver um trabalho feito em conjunto com o Ministério Público, que encaminha solicitações de pareceres e ofícios de denúncias sobre as condições sanitárias e higiênicas desses locais. As instituições de longa permanência precisam solicitar licença de funcionamento para a Prefeitura. Cerca de 30 estão cadastradas, mas a administração municipal estima que existam centenas delas.


Fonte: CBN Campinas

1 visualização

Canal 8 Campinas Copyright © Todos os direitos reservados.