• Higor Salles | Canal 8

PUC adota protocolo para cirurgias em idosos



Com a expectativa de vida maior nas últimas décadas, o aumento de fraturas em idosos, aumentou consideravelmente e ainda hoje apresenta alta taxa de morbidade e de mortalidade nesta população em todo o país.

De acordo com o chefe do setor de ortopedia do Hospital da PUC-Campinas, Carlos Augusto Matos, quanto antes for feita a cirurgia melhor, pois a cada dia após 48 horas da fratura, aumenta entre 4 a 5% as taxas de morbidade e mortalidade no idoso. Segundo ele a fratura em idosos geralmente está associada a vários fatores e aumenta no período do inverno.

O Hospital PUC-Campinas, é referência em traumas e realiza através do SUS e saúde privada uma média de 30 a 40 cirurgias ortopédicas por mês em pessoas idosas. No ano passado, o hospital foi credenciado por uma fundação internacional de estudos e prevenção da osteoporose e recentemente implantou um protocolo especifico para as cirurgias ortopédicas em idosos. De acordo com o ortopedista, Carlos Augusto Matos, o Protocolo de Cirurgia em Fratura em Idosos até 48h, estabelece uma série de critérios multidisciplinares.

Segundo o especialista, desde junho,  quando foi implantado o protocolo, 15 idosos foram atendidos, sendo que 14 passaram pelo procedimento cirúrgico dentro do prazo estipulado, o que representa 93,33% operados em até 48h da fratura.

A recomendação do chefe do setor de ortopedia do Hospital da PUC-Campinas, Carlos Augusto Matos, para evitar problemas é o diagnostico precoce da osteoporose que tem evolução lenta e na população feminina começa logo apos o período da menopausa. Além dos tratamentos farmacológicos é necessário também a adoção de medidas dentro de casa, local onde ocorre a maioria dos acidentes com fraturas em idosos.


Fonte: CBN Campinas

2 visualizações

Canal 8 Campinas Copyright © Todos os direitos reservados.