Sem data para aulas, governo garante auxílio-merenda


A volta às aulas na rede estadual de ensino não tem data definida por conta da pandemia do novo coronavírus. Enquanto isso, o governo vai continuar pagando auxílio-merenda emergencial aos alunos carentes. Mesmo sem ter uma data para o retorno, o subsecretário de articulação regional da Secretaria Estadual da Educação, Henrique Pimentel, afirma que a volta será gradual. O motivo é garantir a segurança e a saúde dos estudantes e dos profissionais da área. Ele acrescenta que, dentro do plano estadual de flexibilização para o controle da pandemia, as atividades presenciais estão programadas para a última fase.

De acordo com o subsecretário, enquanto as aulas presenciais continuarem suspensas, o Governo do Estado vai manter o pagamento do benefício emergencial Merenda em Casa. No total, 740 mil estudantes estão sendo beneficiados com R$ 55 mensais para compra de alimentos. Do total de beneficiários, 113 mil estudantes mais carentes voltam a receber o subsídio dobrado. A terceira parcela do beneficio já está sendo paga. A transferência do recurso é feita através de um aplicativo e, segundo o subsecretário, a medida foi adotada para evitar aglomerações.

Henrique Pimentel faz ainda um alerta aos pais dos estudantes que estão recebendo o benefício: há o risco de golpes. Segundo ele, a Secretaria Estadual não faz nenhum contanto telefônico ou via mensagem solicitando dados cadastrais dos pais ou dos alunos. Caso isso ocorra, a recomendação é denunciar indo até a escola ou nos canais oficiais de comunicação da pasta.


Fonte: CBN Campinas

1 visualização0 comentário