• Higor Salles | Canal 8

SP cria 10 mil vagas no programa Frente de Trabalho



O governo de São Paulo anunciou a criação de 10 mil vagas para trabalhadores desempregados, dentro do programa Frente de Trabalho, realizado pela secretaria de desenvolvimento econômico. Destinado a trabalhadores de todo estado, o programa atende que está sem trabalho formal há pelo menos um ano, sendo maiores de 17 anos e residentes no estado há, no mínimo, dois anos.

O bolsista da Frente de Trabalho permanece no programa por até nove meses, com jornada de atividades de até seis horas diárias, quatro dias por semana. No quinto dia, o trabalhador faz um curso de qualificação profissional ou alfabetização. Os participantes recebem mensalmente uma bolsa-auxílio de R$ 330, crédito para a compra de alimentos e seguro de acidentes pessoais. Durante o período de vigência do programa, o trabalhador prestará serviços de interesse local.

De acordo com a secretária de desenvolvimento econômico, Patrícia Ellen, a oferta de vagas no programa dobrou neste ano, dado a urgência e em garantir uma renda para a população desempregada. Ela disse ainda que além de receber o auxílio, o trabalhador pode se qualificar neste período de maior dificuldade. “A gente trouxe ele agora (o programa), com esse olhar emergencial, de garantir que as pessoas tenham acesso a recursos financeiros e ao mesmo tempo qualificação profissional”, afirma.

O governo paulista apresentou também os resultados de uma pesquisa desenvolvida pela FIPE, que apontou que após a implantação do Plano São Paulo de retomada econômica foram preservados 318 mil empregos em todo o estado. Neste cálculo, foram mantidos principalmente os postos de trabalho de trabalhadores formais, com menor escolaridade e menor renda. Segundo a coordenadora do conselho econômico do estado, Ana Carla Abrão, é nítida a evolução da atividade econômica após a implantação do plano e suas consequentes mudanças de fase. “O resultado principal é que, a fase 2 aumentou o índice de atividade econômica em 1,11% em relação à fase 1 e a fase 3 aumentou em 2,32% em relação à fase 2. Ou seja, a flexibilização permitiu que a atividade voltasse de forma consistente e isso gerou os 318 mil empregos que foram poupados graças ao Plano São Paulo”, explica

Os interessados em se cadastrar no programa Frente de Trabalho do governo paulista, pode acessar o site www.desenvolvimentoeconomico.sp.gov.br.


Fonte: CBN Campinas

0 visualização

Canal 8 Campinas Copyright © Todos os direitos reservados.