• Higor Salles | Canal 8

Wi-fi nos ônibus agrada, mas usuários pedem praticidade


Foto: Danilo Braga

Quem já usou o wi-fi nos ônibus públicos de Campinas elogia o serviço. A possibilidade de se conectar a caminho de casa ou do trabalho agrada. Por outro lado, o primeiro acesso é visto como burocrático, pouco prático e demorado, já que dados pessoais são pedidos por motivo de segurança.

Natália Alves faz esse trajeto diariamente em cerca de meia-hora e aproveita quando toma um dos coletivos da frota que oferecem o sinal gratuito. Só que ela critica justamente o tempo que precisa ser gasto pelos usuários para preencher o cadastro inicial, que serve para liberar a utilização.

A partir dos dados, um código é gerado e enviado por SMS para que uma senha seja criada. O cumprimento de cada uma dessas etapas é o que incomoda. Mas o sinal não está disponível em todos os ônibus. Pelo contrário. Somente em 119 deles, segundo a Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano.

É preciso ficar atento aos avisos nos vidros dos coletivos. E de acordo com os próprios usuários, isso é mais comum em linhas movimentadas. Se pegar um com o sinal, o passageiro precisa ativar o wi-fi do celular e localizar a rede WIFIMAXX 5 ou 2 antes de clicar na aba “não sou cadastrado”.

Silvana Ramos diz já ter visto veículos com wi-fi, mas faz todos os dias o itinerário da linha 2.52, que não costuma oferecer o serviço de internet. Com isso, por poucas vezes entrou em algum ônibus com o acesso gratuito. Em uma delas, também perdeu a paciência com a demora no cadastro inicial.

No centro da cidade, a reportagem percorreu pontos de parada que costumam ficar cheios ao longo das avenidas Benjamin Constant e Francisco Glicério. Além disso, também esteve no Terminal Mercado. Em 40 minutos, não encontrou qualquer coletivo que oferecesse o serviço de acesso gratuito.

Questionada, a Transurc respondeu em nota que possui 51 aparelhos de wi-fi instalados nos veículos da empresa VB1 e que outros 27 serão instalados. Já na VB3 afirma que o número chega a 68 operando e mais 61 a serem implantados. A ideia é que a frota das duas garagens, de 555, tenha o sinal.

A pedido da reportagem da CBN Campinas, outros números também foram passados pela empresa que reúne as permissionárias do transporte público. Segundo a nota, o sistema de wi-fi possui 61.160 usuários cadastrados. Destes, estão ativos 40.748. E a utilização média diária é de uma hora e 15 minutos.

O gênero que predomina é o feminino, 53,49%, enquanto o masculino corresponde a 46,50%. Dos 21 aos 30 anos, são 38,74%. Até os 20, 31,91%. Por fim, a Transur também informa que 86% do público utiliza tecnologia Android e 13% IOs.


Fonte: CBN Campinas

0 visualização

Canal 8 Campinas Copyright © Todos os direitos reservados.